Se o Governo não der respostas aos trabalhadores da função pública e não apresentar um calendário para negociar questões como a revisão do SIADAP e carreiras, a Fesap e o STE admitem juntar-se à greve já marcada pela Frente Comum.

 

Ler artigo aqui

 

 

Fonte: https://www.publico.pt/2021/10/19/economia/noticia/sindicatos-ugt-admitem-juntarse-greve-12-novembro-funcao-publica-1981702